Se desejarmos muito uma coisa ela acontece, não é? Então desejo ter-te aqui outra vez, quero muito! Vamos para casa juntas, outra vez. Foi assim que a nossa amizade cresceu, lembraste? Até escreveste o nosso nome no chão uma vez. E sempre que passo por lá – todos os dias, porque continua a ser o meu caminho – lembro-me de como éramos chegadas, de todas as idas, de cada palavra. Lembro-me das tuas gargalhadas tontas, como se fosse hoje. Agora. Desejo muito que voltemos a estar juntas. Já lá vai um mês desde que te vi pela última vez. As circunstâncias não permitem que estejas aqui, mas mesmo assim, estás aqui e ainda bem. E agradeço por me dares a mão sempre que preciso de força. Agradeço por seres forte e não nos deixares desaparecer.
Sabes, tenho saudades de te ligar depois das aulas e dizer sempre «bom dia»; tenho saudades de ir a pé para tua casa, mesmo que tenha sido o pior período da tua vida, foi o melhor da nossa vida, éramos super chegadas, recordaste disso? ; tenho saudades de ter a caixa cheia de mensagens tuas; tenho saudades das bolachas, ai, leeeeembraste? As nossas bolachas! ; tenho saudades de ir estudar para o teu lado; saudades de passar a tarde a ver foxlife contigo. Tenho saudades, simplesmente. Tenho muitas, muitas saudades tuas Inês!
Aquela maldita segunda-feira, aquele raio daquele homem, foi a primeira vez que me puseste com o coração nas mãos, foi a primeira vez que chorei por ti, sabes? Tive tanto medo Inês, tive tanto medo que não fosses capaz, tive tanto medo de não te conseguir segurar, tive tanto medo de o meu coração não ser suficientemente forte para amparar a tua queda. Deixou-te marcas, muitas e marcou-me a mim. Marcou-me por seres tu e pela lição que deste a todo o mundo. És uma força da natureza e uma miúda linda, tens noção disso, não tens? E a tua mãe é maravilhosa – tinha que o dizer – eu adoro-a. Ensinaste-me tanto quando me provaste a força que tinhas, quando te ergueste e me fizeste ver que ao teu lado eu ás vezes exagero, não dou realmente valor ao que tenho. E obrigada por isso, obrigada pela força que tiveste e pela lição que me deste. Acredita que me foi muito útil, tem sido muito útil.
E olha, pelos vistos, aquela tua super teoria sobre menos com menos ser sempre mais, provou-se. Provou-se ao longe de três grandes e longos meses. Cresceste, eu cresci. Ficamos muito mais próximas e muito mais fortes. Uma coisa má, muitas coisas más, trouxeram-nos algumas e coisas boas, vês?! Nem o tempo, nem a distância, nem nada nos separa, nem vai separar – não quero – , por significarmos tanto uma para a outra. E o meu coração um dia, vai ser tão forte como o teu. Um dia vamos ter dois corações super fortes. Inquebráveis. Vais ver. És maravilhosa, és maravilhosa e és maravilhosa vezes mil e dois. E eu AMO-TE – acho que já não o digo á algum tempo –, AMO-TE MUITO. E és a minha melhor amiga, a minha GRANDE amiga. A minha amiga de qualquer das maneiras.

8 comentários:

Maggs disse...

mas e o lado mau?
é bastante maior eo que me preocupa mais e poder deixar de acreditar em muita coisa..

Maggs disse...

oh querida.. eu faço tudo isso.
mas há sempre alguma coisa, acontece sempre alguma coisa que me põe assim !

ps: queres levar o meu selinho? *.*

Maggs disse...

á noite é que é sempre mais complicado..
então vai á minha pág dos selinhos e tira de lá *.*

Maggs disse...

ahaha, lindoo

Maggs disse...

eu estou sp a parvar por isso não é muito difícil arranjar coisas idiotas (a)

Maggs disse...

madness (h)

daniela duarte disse...

o que é sempre booom *.*

Anónimo disse...

nem sei bff , nem sei que te diga depois de ler isto . es das melhores coisas que tenho na minha vida e tu sabes . estas ali bem no alto e ninguém te tira de lá . obrigada por tudo , tudo , tudo . mas um maior obrigada pela amizade que me das todos os dias e pelo apoio que me deste na pior altura que eu passei . amo-te sempre .