Ainda hoje dei comigo sentada na cama a falar contigo, em silêncio. Tenho imensas saudades tuas, é verdade, mas por outro lado esta distância a que fomos submetidos forçosamente até nem é má de todo. É-me muito mais fácil falar, é-me muito mais simples dizer-te seja o que for; dantes tinha medo do que irias dizer, receava qualquer comportamento teu. Agora não vô, agora falo contigo sempre que me apetece, sobre quaisquer assuntos. E até sabe bem, até mata as saudades. Mas ouvir o teu nome ainda traz lágrimas, sentir o teu cheiro ainda arrepia; no entanto não há nada como uma boa conversa no escuro da noite, não há nada como isso para te dar a conhecer as saudades que me fazes e o que ficou por dizer todos estes anos.

2 comentários:

inês disse...

eu sei q tens saudades minhas xD
me too :s

stéfanie* disse...

ha forças que nunca pensamos ter só quando alguma coisa nos acontece e precisamos delas .