Acho que não devo justificações a ninguém, certo? Para além de mim, mais ninguém precisa de saber porque tomei certos rumos na minha vida, mesmo que sejam completamente disparatados.. Provavelmente foi o que me apeteceu naquele momento, e se eu não viver um bocadinho por instinto tudo se tornará tão monótono que vai chatear e eu não quero isso, não quero monotonia, não quero aborrecimento nem nada que se pareça.. Portanto vou continuar no meio da corda e esperar que o tempo me traga algumas respostas, vou esperar que algo me diga o que é melhor para mim e talvez aí, eu tome algo como 'certo' e não o deixe fugir como está a acontecer.

8 comentários:

APF disse...

e é assim mesmo querida, nem deixes que ninguém te diga o contrário.

ana disse...

não deixes que ninguém mude o que pensas, doce.

Flávio Miguel Mata disse...

Já viste alguma coisa dele?

Soraia Loureiro disse...

adorei *

Flávio Miguel Mata disse...

Vê, é muito bom :)

Flávio Miguel Mata disse...

Não é fácil, mas é tentador.

ana disse...

de nada mesmo.

evii disse...

"Acho que não devo justificações a ninguém, certo? Para além de mim, mais ninguém precisa de saber porque tomei certos rumos na minha vida, mesmo que sejam completamente disparatados"

concordo plenamente, por vezes as pessoas acham que têm de saber tudo de nós