A tua janela hoje estava aberta, estavas em casa. Já não a via aberta á bastante tempo, tempo suficiente para pensar que já não moravas ali; que já não moravas no sitio que foi o nosso refugio vezes sem conta.
Aquela teoria «quanto mais o tempo passar menor importância têm as coisas más», é realmente verdade. O ressentimento que sentia, foi-se. O tempo levou-o e ainda bem, porque me fizeste passar uns dos melhores momentos que tive até hoje.
Amo-te - e para meu bem - cada dia menos.

2 comentários:

a.m. disse...

não entendo porque gostam de matemática sinceramente x)

a.m. disse...

acho que agora ninguém gosta xD portanto na próxima geração deixará de haver profs de matemática porque ninguém pensa sequer em seguir esse curso xD