Eras o ideal de qualquer uma. Na minha opinião, na opinião de muitas que conheço. Eras um sonho. Isso mesmo, eras!
Dei-te as asas que tanto querias, dei-tas e arrependi-me no instante seguinte. Perdeste o encanto todo, perdeste-o de um jeito quase impensável por só quereres voar. E voas-te, voas-te alto de mais, abusaste. Foste irracional, e agora tens as consequências: não passas de mais um, igual a tantos outros.

Sem comentários: