#19 letter to someone that pester your mine – good or bad


Não há nada em que pense mais senão tu. Não há nada que me invada de tal forma, como tu o fazes. Tens sido o meu tempo, o meu pensamento. Tens sido isto e aquilo, e senti-lo de novo, é tão magnífico.
Ontem escrevi-te com o coração. Pela primeira vez, desde que nos conhecemos, foi o momento em que unicamente ouvi a voz do meu coração. Exclusivamente ele, ele que falou contigo do melhor jeito que conseguiu. Disse-to. Foi simples, breve, e esclarecedor. Uma única palavra; um esclarecimento rápido de tudo o que eu sentia por ti, de tudo o que pretendia e pretendo para nós. Fui clara: quero-te aqui, perto, mais perto ainda; quero-te junto a mim; quero-te nisto por nós.
Sei perfeitamente o que sentes, sei, e é de tal jeito irreal que me julgo num sonho. E se assim for, não quero acordar. Jamais vou querer acordar disto, onde tu vives comigo, onde está algo mágico e quase, quase perfeito a crescer.

9 comentários:

angélica disse...

obrigado meu bem *

c. disse...

oh, adorei o texto *.*

inês disse...

ai que LINDO ♥ ♥ ♥

PauloSilva disse...

tenho quase a certeza que não..

carina, disse...

tmbm eu, acredita

Mafalda disse...

Adorei a carta*

PauloSilva disse...

era bom que tivesses, era *

Camila disse...

Que lindo esse amor.

inês disse...

oh, obrigada meu amor! <3