Desculpa, e não te peço desculpa por te ter falado mal á pouco, mas sim por todas as vezes que falhei contigo; sei que sabes do que falo, sei que sabes ao que me refiro e gosto disso entre nós porque, nunca são precisas muitas palavras para perceberes ao certo o que o meu coração te tenta dizer. Desculpa por isso também, por as palavras não serem suficientes. Eu sei, não vou precisar de explicar porque tu vais entender exactamente o que eu quero dizer. Desculpa também daquela vez em Abril, que me deixei levar; culpo-me desde aí, e tento nunca fraquejar mas tu és tão mais forte que todas as minhas vontades.. levas-me sempre contigo, sempre. Tive que ser bruta, tive que ser porque eu não aguento passar por aquele tormento outra vez; não quero chorar todos os dias por não te ter perto, não quero perder-me porque tu não estás cá; sabes que não me aguento tão bem sem ti, conheces-me tão bem. Melhor do que ninguém, talvez. Arrisco-me a dizer que sim, mesmo melhor do que ninguém. Desculpa, do fundo do coração, mas eu não aguento ver-te fugir-me das mãos novamente, eu tenho que ter certezas que estás cá e que mais nada do que eu faça nos prejudica, e só assim, a resistir a ti, é que sou capaz. Entendes? Eu sei que entendes; e sei que sabes perfeitamente o que sinto, sei que sabes que me custa ser bruta contigo, sê-lo de maneira séria pelo menos, sei que sabes que dói e que não é o meu querer aquele, mas o que tem que ser. É simples, antes de tudo, tu estás primeiro, antes de todas as tentações, que sabes que as tenho, antes disso, estás tu e eu quando me imagino sem ti, já não sou a mesma.. Portanto, desculpa, tu sabes, sabes que a brusquidão não é sentida e sabes que gosto de ti, do fundo do coração.

4 comentários:

APF disse...

e eu tuas oh! foi apenas um desabafo, eu própria sei que não consigo acreditar nisso.

inês disse...

está tão bonito, gostei imenso.

beatrizpereira disse...

está lindo, gostei mesmo :o

APF disse...

pois é querida :) sim, mesmo por isso é que eu desabafo aqui, para me mentalizar ainda mais que não é assim.